23 / 02 / 2015

Os destaques do NYFW


Semana passada rolaram os desfiles da temporada de outono/inverno 2016 do New York Fashion Week! Eu, que não sou boba, fiquei de olho e fiz um resumo dos meus desfiles favoritos pra vcs! Vem conferir:

Coach – A marca trouxe um estilo mais rocker com caveiras e bandanas para a passarela. Os looks com casacos pesados, botas forradas, transparências, além de calças e jaquetas de couro cobertas com pins estavam lindos.

Kate Spade – Inspirada pelos contos infantis de Roald Dahl, escritor britânico que escreveu clássicos como: A Fantástica Fábrica de Chocolate, Matilda e O Fantástico Sr. Raposo, a marca trouxe muitas estampas lúdicas, peles fakes e clutches divertidas. Tudo a ver com o universo romântico da marca, né?

BCBG Max Azria – As sobreposições, tricôs e botas over the knee e ankle boots foram inspiradas por trabalhos manuais de aldeias que povoam a costa do Mar Báltico.

DKNY – Donna Karan declarou seu amor por Nova York em looks inspirados nos arranha-céus da cidade com muita alfaiataria no melhor estilo uniforme urbano.

Diane von Furstenberg – A estilista criou versões de tricô de seu icônico wrap dress e trouxe roupas para vestir a mulher moderna e independente.

Altuzarra – Fendas e transparências mesmo no inverno. Destaque para as bolsas da marca, novidade da temporada.

Victoria Beckham – Levou uma alfaiataria desconstruída e assimétrica para a passarela, dando origem a looks femininos e sofisticados em materiais como lã e veludo.

Tommy Hilfiger – O desfile foi demais!!! A Tommy apostou na sua tradicional moda esportiva com toques mais luxuosos. Adorei as misturas com couro, veludo e cetim!

Tory Burch – A coleção traz peças com forte trabalho manual, mix de texturas e referências masculinas. Tapeçarias turcas se transformaram em saias-lápis, coletes e casacos três quartos, além de inspirarem a estampa de vestidos midi fluidos.

J.Crew – A proposta de um inverno colorido e jovem apostando em materiais como jeans e couro foi apresentada nesta temporada pela marca. Destaque para o sapatos – lindos – da coleção.

Badgley Mischka – A marca brincou com o mix do sutil com o pesado, trazendo bordados super elaborados numa coleção que inclui de vestidos de festa a looks mais casualwear.

Oscar de la Renta – Peter Copping, sucessor de Oscar de la Renta, fez a sua estreia nessa temporada com uma coleção feminina e elegante, características da marca.

Rodarte – Aves migratórias e a era Disco inspiraram na coleção com muitos brilhos e bordados, que também trazia referências vitorianas.

Diesel Black Gold – fivelas presas a fitas decoravam casacos, calças cigarette e minissaias para deixá-las com uma cara mais utilitária. O toque feminino ficou por conta das combinações de cetim e renda usadas por baixo de maxipuloveres ou blazeres oversized.

Michael Kors – a marca apostou em materiais como pele e tricô em modelagens clássicas e jovens. Os tons terrosos predominaram na passarela.

Marchesa – Os anos 20 tomaram conta da passarela! Detalhes como franjas, bordados e aplicações remeteram às mulheres glamorosas da época, assim como as modelagens mais sequinhas.

Ralph Lauren – O desfile começou super étnico com muita camurça, franjas e peles em tons terrosos. No ”segundo ato”, as sofisticadas peças de alfaiataria tomaram conta da passarela.

Marc Jacobs – Animal print, listras e estampas geométricas foram a aposta do estilista para a temporada, que equilibrou as estampas repaginada a elementos mais sóbrios como tecidos planos e tweed.

Calvin Klein – Os trench coats e vestidinhos dominaram a passarela do estilista, que brincou com materiais como couro e vinil em diversos acabamentos.

 Fotos: Divulgação

• Compartilhe este assunto •

• Faça um comentário no Facebook sobre esse assunto •

• Comente aqui no blog •

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

• Você também pode gostar destas matérias •